Existem dogmas Espíritas?

Update:

O dogma é uma crença estabelecida por uma religião ou uma doutrina que é considerada como ponto fundamental e indiscutível. ponto chave que não aceita indagações ou ponderações

Update 2:

Existência de Espírito. Imortalidade da alma, mediunidade, reencarnação. Nada disso é dogma de fé ? 

Update 3:

Fernando Klauc - Tua resposta não aparece aqui. Tive acesso a ela pelas notificações. Tem como repostar ?

3 Antworten

Bewertung
  • vor 1 Jahr
    Beste Antwort

    Vc praticamente respondeu na sua declaração do que é o dogma.

    Sendo o dogma uma CRENÇA, ou seja, algo que é simplesmente baseado na fé, o espiritismo possui apenas UM!

    Todas as suas ponderações sobre existência do espírito, mediunidade, reencarnação, imortalidade da alma, etc. NÃO SÃO CRENÇAS, visto que são COMPROVADAS, e assim deixam de ser dogmas.

    O único dogma, que carece de comprovação é a própria existência de Deus, pois nem o espiritismo consegue provar.

    O fato de sua religião, ou outras religiões, não aceitarem a mediunidade ou a comunicação com espíritos, ou a reencarnação, por fatores simplesmente ideológicos, e não factuais, não impede a sua existência.

    Só porque a bíblia, ou o pastor, ou a religião confronta seus dogmas contra o espiritismo, não é razão para tornar as comprovações espíritas como se fossem dogmas também.

    Os seus dogmas podem dizer que espíritos são demônios. Mas vc tem comprovação disso? Não... é um dogma.

    Deus existe? Não sei.

    Só a lógica é capaz de comprovar a existência divina. Pois não haveria sentido de existirem espíritos, que não se auto-reproduzem, se não há um Criador.

    Mas esse criador, ainda pode ser uma civilização extra-terrestre avançada, ou vários deuses, ou alguma causa que não sabemos.

    Apenas o fato de que espíritos são criados, o que demanda um criador, o qual aceitamos que é Deus.

  • Anonym
    vor 1 Jahr

    ### >  Conceito e origem do DOGMA

    Atendendo a convocação do Imperador Constantino, o conselho da igreja aprovou a ideia de que Jesus era a mesma pessoa que Deus. Estamos falando do Concilio de Niceia - 325dC. 

    E para evitar a continuação de polemicas a esse respeito, o Imperado decretou que a referida decisão não poderia ser contestada.

    E pela primeira vez na história o resultado de um conselho, que antes era facultativo, passou a imperar sobre os auspicios da Lei estabelendo-se assim o PRIMEIRO DOGMA.

    O Dogma é pois uma imposição de uma ideia que foi acordada por um certo grupo. Sendo que a referida ideia não comporta nenhum tipo de questionamento ou debate. Deve ser aceita cegamente.

    Com o tempo, o termo "Dogma" passou a ser empregado em outras áreas de conhecimento de forma adaptável. É neste sentido que podemos dizer que a ciencia tem seus dogmas, bem como o Espiritismo os tem tambem. Aqui observamos que o termo DOGMA emprega-se como sinõnimo de AXIOMA.

  • vor 1 Jahr

    Dogma como algo indiscutível no espiritismo não existe.

    Todavia a doutrina afirma certas coisas que uma vez discordando e divergindo não se pode dizer que a pessoa seja espírita, mas sim espiritualista.

    Entre as revelações do espiritismo estão as citadas por você, 

    somos todos espíritos criados pelo Espírito de Deus. Se você não crê em Deus e nem que você foi criado a imagem de Deus não há como ser espírita.

    Mediunidade todos tem, até mesmo animais percebem ou tem sensibilidade com o mundo espiritual, mas a matéria, e os vícios humanos (orgulho, vaidade, egoísmo) diminuem nossa sensibilidade mediunica.

    A reencarnação ou as muitas vidas na matéria não é exclusividade espíritas, pois 4 bilhões de pessoas no planeta acreditam em uma forma ou outra de reencarnação e vidas sucessivas.

    Mas não é dogma, é para ser entendido, meditado, refletido, analisado, pesquisado como algumas universidades, cientistas, filósofos tem feito.

    O Google dá milhões de exemplos de pesquisas sobre reencarnação.

    Quando se provar que Deus existe a reencarnação também será provada.

Haben Sie noch Fragen? Jetzt beantworten lassen.