Quem não se esforça para entender as entrelinhas de uma frase é porque radicalizou o seu acreditar?

9 Antworten

Bewertung
  • vor 1 Jahrzehnt
    Beste Antwort

    Sim, isso é um ponto de vista válido.

    Mas quem não se esforça em "ler nas entrelinhas" ou compreender algo do "contexto" em que está inserido as frases que lê não passa de um "analfabeto funcional".

    É um 'limite' da capacidade de ler e interpretar, que "subentende" (está nas "entrelinhas") a falta de hábito de "pensar por si mesmo".

    Como já disse Rui Barbosa:

    "...Os que madrugam no ler, convém madrugar também no pensar.

    Vulgar é o ler;

    raro, o refletir.

    O saber não está na ciência alheia, que se absorve, mas principalmente nas idéias próprias que se geram dos conhecimentos absorvidos, mediante a transmutação porquê passam no espírito que os assimila.

    Um sabedor não é um armário de sabedoria armazenada, mas transformador reflexivo de aquisições digeridas!..."

    A leitura, então, "exige" transformação do leitor.

    Isso significa que a verdadeira leitura é sempre feita "nas entrelinhas do ser".

    A leitura não é uma tarefa passiva de simples "decodificação de sentido". Não basta "passar os olhos" sobre o texto e "voilá": entendeu tudo.

    As palavras só adquirem sentido quando relacionadas com a experiência própria do leitor: é uma "compreensão ativa", portanto! Há um "subtexto" nas "entrelinhas" de uma leitura que resulta num outro texto "subentendido" naquilo que se lê. Esse "subtexto" é a própria 'alma projetada' do leitor no texto que está sendo absorvido.

    Lê-se palavras, mas "interpreta-se" o significado delas: e essa "interpretação" só aparece como "entrelinhas" se o leitor acompanhar-se de "pensamento aplicado": o próprio pensamento, sobreposto ao do escritor.

    A leitura fornece à mente apenas o material para o conhecimento; é o "pensamento" que torna nosso aquilo que lemos. Somos como "ruminantes": não basta "entulhar" a mente com uma grande quantidade de informações. É preciso "mastigá-los" e "digerí-los" para que nos proporcionemos força e nutrição.

    Quem não é capaz de "ler nas entrelinhas" é porque radicalizou o seu acreditar e "matou" sua capacidade de pensar por si (de modo "claro", "crítico" e "livre", principalmente com "liberdade de espírito").

    • Anmelden, um etwas auf Antworten zu erwidern
  • Anonym
    vor 1 Jahrzehnt

    Eu já respondi várias perguntas onde eu dizia que se deve pelomenos 'pensar" sem compromisso e tentar perceber aquele algo mais, que sempre existe!!

    Muitos não o fazem, estão sempre com atitudes "limitantes"!!!

    É tão bom ir sempre além, sem compromisso, quem sabe por curiosidade, pelo menos....!!!

    Alguns também são mentalmente preguiçosos!!

    Que pena, não sabem o que estão perdendo!!!

    Beijo!

    Shaiya!

    • Anmelden, um etwas auf Antworten zu erwidern
  • Or
    Lv 7
    vor 1 Jahrzehnt

    Não, isto é um problema de limitação duante a interpretação de textos.

    Não é caso de ideologia. Pois ocorre em todas as áreas.

    Por que os jornais sensacionalistas vendem tão bem?

    Por que qualquer um inventa uma teoria sem nenhuma base, sem nenhuma comprovação, ou fundamento e se torna aceita?

    Eu por ironia já fiz varios testes expondo formas de pensar conflitantes, que dentro de um texto se apresenta como que uniforme.

    Muita gente, abraça a idéia inicial e desprezam o resto!

    Isto é uma falha grotesta e esta relacionada ao vício de receber tudo pronto.

    O problema é a metodologia de ensino inculturada neste pais.

    Infelizmente ensinam desde pequeno o brasileiro a querer a coisa pronta!

    Assim também as pessoas se acostumaram a deixar que outros pensem por elas!

    Abraços

    • Anmelden, um etwas auf Antworten zu erwidern
  • Anonym
    vor 1 Jahrzehnt

    Exato.

    Escrevi a seguinte frase a um fundamentalista:

    "Construímos muitos muros e poucas pontes." - Isaac Newton

    Ele não entendeu e tive que explicar que muro: segregação e ponte=união.

    • Anmelden, um etwas auf Antworten zu erwidern
  • Wie finden Sie die Antworten? Melden Sie sich an, um über die Antwort abzustimmen.
  • vor 1 Jahrzehnt

    Ou nem se preocupou em colocar seu acreditar em ação.

    • Anmelden, um etwas auf Antworten zu erwidern
  • vor 1 Jahrzehnt

    Nem sempre tem algo nas entrelinhas

    • Anmelden, um etwas auf Antworten zu erwidern
  • vor 1 Jahrzehnt

    Nao entendi pq espiritualidade... mas as vezes a pessoa simplesmente nao concorda... como eu por exemplo...

    Se for pegar a biblia como exemplo, eu simplesmente nao acredito e tenho argumentos pra isso...

    Mas acho muito possivel um evangelico pegar um livro de espirita ou da religiao arabe e nao entenderá o treco pq ja ta mais que martelado na cabeça dele q o q ele acredita é o certo e o resto q se fo.da...

    Digo isso pq estatisticamente os evangelicos q eu conheci, uns 80% tentaram me empurrar a religiao deles.... e ainda tentavam me fazer sentir culpado por nao acreditar... rsrsrs coitados...

    É soh nao misturar religiao com gente fanatica que ro.la uma amizade boa... idependente de religiao...

    Até pq eu quero acredtar q auando eu morrer vou pro paraiso com as 40 virgens... como dizem nas arábias.... hueheuheuhe....

    • Anmelden, um etwas auf Antworten zu erwidern
  • vor 1 Jahrzehnt

    Não deve estar preparado para compreender tal frase.

    • Anmelden, um etwas auf Antworten zu erwidern
  • vor 1 Jahrzehnt

    Não, é pq não entendeu e acabou sem entender!

    =)

    • Anmelden, um etwas auf Antworten zu erwidern
Haben Sie noch Fragen? Jetzt beantworten lassen.